Quiero compartir estas palabras de Sri Prem Baba hablando del Maestro Jesús, del perdón y el agradecimiento.

Feliz Natividad! Felices Nacimientos!


Na minha percepção, o Cristo Jesus é um Avatar do senhor Vishnu; uma manifestação do raio cor-de-rosa que é o raio de cura. A cura das mazelas da alma, dos nós das heranças. A cura que possibilita a abertura do coração. A minha percepção é que essa cura se dá através do perdão e da gratidão. O perdão que possibilita a libertação dos sentimentos negados no sistema. E a gratidão que promove a elevação e a lembrança de que somos manifestações do amor divino. A lembrança que somos uma fonte inesgotável de amor e de uma bondade infinita capaz de perdoar até quem lhe machuca. Capaz de agradecer tudo que a vida lhe dá, tudo aquilo que você já pode compreender e tudo aquilo que você ainda não pode compreender.

E como se coloca em prática estes ensinamentos? Como libertar seu coração das feridas e ressentimentos? Eu aprendi que nesse mundo, o que faz um professor feliz, é quando o aluno coloca em prática o que ele ensina. Nós estamos aqui para celebrar o aniversário do mestre Jesus. Então, como poderemos colocar em prática seus ensinamentos?

Um dos legados deste mestre é uma oração que muitos cristãos repetem mecanicamente. Permita que eu me demore alguns minutos falando sobre essa oração, antes que possamos voltar ao ponto da prática do perdão e da gratidão.

“Pai nosso que estais no céu” – Pai, Tu que és o principio masculino, a força de ação, que cria, que move; “Pai nosso que estais nos céus”, nos céus do Anahata Chakra, no céu do coração, “Santificado seja Vosso nome” porque Tu és o Imanifesto, Tu és o vazio, o nada em si mesmo, de onde nasce tudo que existe. “Venha a nós o Vosso Reino”. Às vezes, rezamos: vamos nós ao Vosso Reino, mas, neste momento, rezamos “venha a nós o Vosso Reino”, porque me acho fraco, sem forças para ir até Ti. “Que seja feita a Vossa vontade” porque eu tenho tentado fazer do meu jeito, mas não consigo sair dos ciclos da ignorância. Até essa idéia de individualidade é ignorância. Eu tenho tentado fazer do meu jeito, tenho tentado controlar e tenho sempre caído nos círculos das repetições negativas. Então, eu peço: faça de mim seu instrumento, que eu seja um contigo; que cada palavra que sai da minha boca seja a expressão do teu santo Verbo; que cada ato por mim praticado seja a expressão da tua santa vontade; que eu seja um contigo, “que seja feita a Vossa vontade, aqui na Terra como no Céu”. “O pão nosso de cada dia nos dai hoje Senhor” – manifesta-Te na força deAnna Purna Lakshmi, a Deusa da abundância e do alimento, e permita que nos libertemos do medo da escassez; que haja equilíbrio e harmonia na nossa vida material. Perdoa-me senhor, assim como estou tentando perdoar os meus devedores. Estou tentando perdoar aquele que me ofendeu, mas  tenho repetido nessa prova. Eu não tenho conseguido integrar este santo ensinamento e por isso continuo sofrendo. “Eu tenho uma chave, segura na minha mão, só se utiliza dela quem sabe pedir perdão”. Então eu voz peço, me ajude a integrar esse santo ensinamento. “Não nos deixe, Senhor, cair em tentação”, pois são tantas as distrações que me desviam de Ti; o mundo sensorial e todos os seus apelos que me desviam de Ti. “Livra-me, Senhor, de todo o mal”, de tudo que me desvia de Ti. Mas hoje eu já sei que somente o amor me liberta do mal; inclusive o amor pelo próprio mal. Então, ensina-me a não temer o mal. Que eu possa conhecer o mal e possa compreender que é tão somente uma defesa contra os choques de dor que eu passei nessa Terra. Que eu possa transformar o mal, porque o Teu Reino é o Poder e a Glória para sempre e sempre. Amém, Amém, Amém.

Eu sinto que um dos pontos deste legado representa a síntese dos ensinamentos do mestre. Esse ensinamento passou desapercebido pelos cristãos e judeus. Quando Ele estava sendo crucificado, severamente torturado, disse: “Pai, perdoa-lhes porque eles não sabem o que fazem”.

Então, meus amados amigos, eu voz convido a colocar em prática esses ensinamentos. Eu gostaria que você trouxesse para a sua consciência, as suas pendências. Que você possa trazer para a sua consciência aquelas pessoas que você ainda não pode amar; pessoas que, de alguma forma, você ainda precisa machucar nem que seja através da indiferença.

Nessa noite de Natal eu lhe convido a se lembrar da sua mãe, que lhe trouxe ao mundo. Eu te convido a se lembrar do seu pai, que foi o canal para que você chegasse a esse mundo. Eu convido você a se lembrar dos seus irmãos. Convido você a se lembrar de todas aquelas pessoas que fizeram parte do seu crescimento e que, por algum motivo, você guardou alguma mágoa ou ressentimento.

Se você sente que seu coração está completamente limpo, aproveite para agradecer.

Procure se lembrar do que essas pessoas te deram e o que você deu em retorno. Procure se lembrar das dificuldades e dos problemas que você causou para elas.

Hoje você poderá receber as bênçãos do mestre Jesus para curar essas mágoas. Todas as feridas causadas pela falta de mãe e pai. Esse é um assunto que nós precisamos compreender. Enquanto não purificarmos essa área, não há como o coração se abrir. Como se transforma o ódio em compaixão? Como se transformam os pactos de vingança e destruição em compaixão? Você tem que entrar dentro disso para compreender. Enquanto não compreender, haverá sempre esse barulho dentro de você. E muitas vezes você nem percebe e somente expressa através da sua ansiedade, na sua irritação, na sua angústia, na sua depressão, nos seus fracassos…

Então, vamos trazer para a consciência, nossa constelação familiar e vamos ver se tem alguma coisa que ainda não foi dita, alguma lágrima que ainda não foi derramada, algum protesto que não foi enunciado e se você ainda está sufocado pelo passado.

Nesta vida eu aprendi que não há como renascer em espírito sem ter se libertado do passado. E aprendi que a única maneira de se libertar do passado, é se harmonizando com ele. Você só está pronto para renascer no espírito quando você olha para trás e verdadeiramente agradece por tudo que se passou. Ai você está pronto para esquecer que nasceu e está pronto para ancorar a presença divina.

Estes são os ensinos que recebi do mestre Jesus.

Com o tempo, podemos ir fundo nesse processo de cura. Se você não encontra sucesso na ancoragem da presença é por conta destas marcas nos seus chakras inferiores. Você não pode entrar no céu se ainda carregar feridas e ressentimentos.

Que esse raio de luz possa continuar trabalhando dentro de você nos próximos dias.

Quando você progride nesse processo de cura, você começa a ver beleza na vida e começa a agradecer. É assim que você começa a dar passagem para a Luz.

E para encerrar a conversa, eu quero partilhar uma história que me chegou através de uma amiga. Ela escreveu um lindo texto falando sobre gratidão que fala de uma mulher de 29 anos que perdeu um bebê de seis meses que estava na barriga dela e quando isso aconteceu, ela entrou em choque, o chão desapareceu, o mundo ficou pálido e completamente sem motivo para ela. Ela ficou bastante deprimida. E um dia, pela manhã, ela recebeu um presente; era uma cesta tão cheia de amor. Nela, havia croissants, chocolates belgas, tudo do que tem de melhor no mundo e uma decoração feita com muito capricho. E quando ela olhou para aquilo, ela conseguiu perceber o amor. Foi a irmã dela que deu para ela. Ela pode agradecer a irmã por essa expressão de amor. E, quando ela pode agradecer, ela pode novamente perceber o brilho da vida.

Esse é um pequeno exemplo do poder da gratidão. A gratidão é você reconhecer uma expressão de amor. Então eu lhe pergunto, qual foi a última vez que você pode concretizar a sua gratidão? Qual foi a última vez em que você pode expressar de forma concreta a sua gratidão? Fique com essas questões. O perdão e a gratidão.

Sri Prem Baba – Satsang de Natal 2009 – Sachcha Dham Ashram (Rishikesh Índia)